Jornal Gazeta do Povo: Metrópole com ares de interior

“Assunção, conhecida como a Mãe das Cidades da América do Sul, tem comércio atraente para quem busca preços baixos e um circuito histórico-cultural a ser explorado”.

Publicado em 22/12/2011 | Paulo Camargo. Leia a materia completa aqui: http://www.gazetadopovo.com.br/turismo/conteudo.phtml?tl=1&id=1205823&tit=Metropole-com-ares-de-interior

Assunção– O fato de estarmos tão próximos geograficamente do Paraguai não nos impede de termos uma visão das mais distorcidas do país. Tente lembrar das últimas notícias a respeito de nosso desprezado vizinho. É muito provável que falassem de tráfico de drogas ou armas, contrabando, roubo de carros e outros tipos de contravenção. Na melhor das hipóteses, o assunto era futebol – sim, os paraguaios têm hoje uma das melhores seleções do continente sul-americano.

A quem está acostumado a atravessar a fronteira em Foz do Iguaçu, para fazer compras na fervilhante e estressante Ciudad del Este, e também acaba tendo uma percepção parcial do Paraguai, um conselho: inclua Assunção, capital do país, nos seus planos de viagem. Essa decisão ajudará a desfazer essa imagem tão redutora e injusta, construída ao longo de décadas.

O primeiro grande argumento para convencer o turista que gosta de fazer compras: a capital tem vários shoppings centers, maiores e melhores do que os de Ciudad del Este, e um comércio de rua bastante variado, onde o visitante vai encontrar preços convidativos, sobretudo de produtos importados, como eletroeletrônicos, cosméticos, perfumes e artigos esportivos.

Grande, barulhenta e com um trânsito caótico, seguindo à risca a cartilha das grandes metrópoles latino-americanas, Assunção é, a exemplo de suas hermanas continentais, marcada por contrastes. Há desde condomínios de alto padrão, hotéis sofisticados, restaurantes gourmet e comércio de luxo, até a Chacarita, a única porém imensa favela da capital paraguaia, que abriga centenas de milhares de pessoas às margens do Centro e da Baía de Assunção.

Setor histórico

Fundada em 15 de agosto de 1537, Assunção é tão antiga que é conhecida como a “Mãe das Cidades” do continente, porque, a partir dela saíram várias expedições que fundariam muitos dos grandes centros urbanos do Cone Sul. Localizada na margem esquerda do Rio Paraguai, quase em frente à sua confluência com o Rio Pil­­comayo, a cidade por vezes parece metrópole, mas também tem ares pacatos e interioranos.

No Centro, o visitante vai encontrar 500 anos de história, ainda que muitas das edificações originais tenham sido destruídas e reconstruídas ao longo dos séculos. O setor histórico de Assunção abriga alguns dos prédios mais importantes do país e que merecem ser visitados.

O passeio pode, e deve, ser feito a pé, para que o visitante possa observar os detalhes da arquitetura colonial, que se mistura a prédios mais modernos, e sem perder os coloridos das ruas, onde, em cada esquina se veem vendedores da erva mate in natura, e em diversas possibilidades de mistura, utilizada no preparo da bebida nacional, o tererê, versão fria do chimarrão, sorvido em cuias menores. Elas são abastecidas com a água gelada que os paraguaios carregam em garrafas térmicas do mais diversos modelos, que também podem ser adquiridas na rua, em barracas de vendedores ambulantes.

Dentre os prédios históricos centrais de Assunção, há alguns que são obrigatórios. Situada na esquina das ruas 14 de Maio e Presidente Franco, no coração do Centro, a Casa da Independência é uma edificação de 1772. Na residência, de propriedade dos irmãos Pedro Rablo e Sebastián Antonio Martinez Sáenz na época, eram realizadas as reuniões secretas que desembocaram na Revolução da Independência, proclamada na madrugada entre os dias 14 e 15 de maio de 1811, há exatos 200 anos.

Foi dali que saíram os homens liderados pelo capitão Pedro Juan Caballero para ir até a sede de governo exigir a saída dos governantes espanhóis. Hoje, a casa é um museu onde podem ser vistos não apenas documentos, mas o mobiliário da época, assim como trajes e obras de arte.

Perto dali, na Praça 9 de Julho, à beira da Baía de Assunção, o visitante vai encontrar um belo prédio cor de rosa, no melhor estilo neoclássico do século 19. É a antiga sede do Congresso do Paraguai (Antigo Cabildo), transferido para um prédio do outro lado da mesma praça, e hoje sede do Centro Cultural da Répública, que abriga um importante museu de história e antropologia indígena.

Na mesma rua do Antigo Cabildo, chamada El Paraguay Independiente, em questão de minutos se chega ao Palácio de López, suntuosa sede do governo federal, edificada no século 19, em forma da letra “U”, com quatro torres, à margem da Baía de Assunção.

Construído para se tornar residência do presidente Maris­­cal Francisco Solano López (1827-1870), o palácio jamais foi habitado por ele, morto no desfecho da Guerra do Paraguai, maior conflito armado internacional travado entre o Paraguai e a Tríplice Aliança, composta por Brasil, Argentina e Uruguai, que também tratou de interromper a construção.

Serviço:

Casa da Independência. Esquina das Ruas 14 de Maio e Presidente Franco. Telefone: 595 (21) 493-918. De segunda a sexta-feira, de 8 às 18 horas, sábados, de 8 às 13 horas. www.casadelaindependencia.org.py.

Museu do Cabildo/Centro Cultural da República. Avenidas El Paraguayo Independiente e Chile y Alberdi. Telefone: 595 (21) 443-094 e 441-826. De terça a sexta-feira, de 9 a 19 horas; e sábado e domingo, das 10 às 17 horas. www.cabildoccr.gov.py.

Palacio de López. Avenida El Paraguayo Independiente. 595 (21) 4140-000. Para visitas guiadas, é preciso solicitar por escrito ao Cerimonial do Estado. www.presidencia.gov.py.

Hospedagem

Com um próspero setor hoteleiro, que oferece opções para todos os gostos e bolsos, Assunção tem a vantagem de ser uma cidade bastante barata, que oferece acomodações de primeira linha a preços em conta para os padrões brasileiros:

Yacht & Golf Club Paraguayo (foto)

Localizado a 14 quilômetros do centro de Assunção, este hotel é um dos mais luxuosos e confortáveis da capital paraguaia. À beira do Rio Paraguai, tem praia particular de 200 metros de extensão, campo de golfe (com 18 buracos), 14 quadras de tênis, campos de futebol, academia e spa. Há várias piscinas e seis restaurantes, que servem desde comida típica paraguaia até gastronomia fusion contemporânea. Ao todo, tem 128 quartos, 116 deles standard, com 42 m² . As suítes de luxo podem chegar a 115 metros quadrados.

Serviço:

Avenida del Yacht, 11 — Lambaré. Diárias a partir de R$ 226, para duas pessoas. Telefone: 595 (21) 906-117. Informações no site www.hotelyacht.com.py

Hotel Guarani Esplendor

Com projeto modernista do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, o hotel tem localização privilegiada: está encravado no centro financeiro de Assunção, perto do Setor Histórico e da Rua Palma, principal corredor do comércio local. Foi recentemente reformado e ganhou nova decoração. Dentro dele funciona um pequeno cassino.

Serviço:

Esquina das ruas Oliva e Independência Nacional — Centro. Diárias a partir de R$ 167. Telefone: 595 (21) 452-099. Informações no site www.guaraniesplendor.com

Granados Park Hotel

Estiloso e mais próximo do conceito de hotel boutique, tem corredores amplos, quartos muito bem decorados e confortáveis, um bar em estilo indiano e o restaurante Il Mondo, também de inspiração oriental, embora sirva cozinha internacional de excelente qualidade. Também localizado próximo ao Centro da capital, tem um charme cosmopolita.

Serviço:

Rua Estrella com 15 de Agosto. Diárias a partir de R$ 153. Telefone: 595 (21) 497-921. Informações no site www.granadospark.com.py

Hotel Excelsior

Mais tradicional hotel de luxo do centro de Assunção, costuma hospedar celebridades e já recebeu a comitiva do Príncipe Felipe, da Espanha. Oferece quartos amplos e confortáveis, com decoração clássica, além de infraestrutura para grandes eventos, como congressos e convenções. Tem um ótimo restaurante típico, com música e dança folclóricas paraguaias.

Serviço:

Rua Chile, 980, esquina com Manduvirá. Diárias a partir de R$ 161. Telefone: 595 (21) 495-632/636. www.excelsior.com.py

Bourbon Conmebol Convention Hotel

Localizado em Luque, na Grande Assunção, é o primeiro empreendimento internacional do grupo paranaense. Tem 24 mil m² de área construída em seis andares, sendo 145 apartamentos e 13 suítes. Também abriga o maior convention center do país e tem cinco salões para eventos. Há suítes para hóspedes com necessidades especiais. A área de lazer deve ser concluída em 2012, com spa, academia, salas de recreação e salão de beleza. Será o maior da América Latina em hotel urbano. A melhor vista é a da piscina infinita no terraço.

Serviço:

Av. Sudamericana com rua Dona Petrona Almirón de Leoz, Luque, Grande Assunção (PY). Diárias a partir de US$ 165, para duas pessoas, com café da manhã. Reservas: vendas.conmebol@bourbon.com.br

Setor histórico

O Oratório Nossa Senhora da Assunção, hoje o Panteão Nacional dos Heróis, e a Catedral também são pontos turísticos da região central da capital paraguaia. A capela dedicada à Virgem da Assunção, patrona da capital paraguaia e protetora de seus exércitos, começou a ser construída em 1863. Inaugurada em 1936, recebeu os restos mortais do presidente Francisco Soalno López e de outros heróis da Guerra do Paraguai, tornando-se, a partir de então, o Panteão dos Heróis.

Na Catedral, o altar maior da primeira diocese do Rio da Prata é revestido do metal nobre e foi inaugurada em 1845. Também é dedicada à Virgem de Assunção, padroeira da capital do país.

Serviço:

Panteão dos Heróis. Esquina das ruas Palma e Chile. De segunda a sábado, das 6h às 17h30; domingo, das 6 às 12 horas.

Igreja Catedral. Praça da Independência Nacional. Telefone: 595 (21) 449-512

Mais de 4 mil peças tornam o Museu del Barro imperdível

Não é só no centro de Assunção que o visitante vai encontrar bons museus de arte. Aliás, talvez o mais belo deles, o Museo del Barro, seja o menos próximo do centro da capital paraguaia. Quase escondido em um bairro residencial, o complexo expositivo, que hoje conta com apoio cultural do Banco Itaú, abriga três museus (Arte Popular, Arte Indígena e Arte Contemporânea) e duas salas de exposições temporárias, que merecem ser visitados com toda calma, porque há muito a ser visto.

O acervo, que hoje conta com mais de 4 mil peças, inclui trabalhos talhados em madeira, impressionantes por sua singularidade; tecidos, máscaras, e cerâmicas realizados por comunidades camponesas e indígenas desde o século 18; e obras feitas por artistas atuais ibero-americanos, entre pinturas, esculturas, fotografias e instalações.

O setor dedicado à arte indígena conta com um impressionante acervo de mais de 2 mil peças confeccionadas por vários grupos étnicos do páís, como guaycuru, mascoy, mataco e tupis.

Serviço:

Museu del Barro. Rua Grabadores del Cabichui. Entre Emeterio Miranda e Cañada. Telefone: 595 (21) 607-996. De quarta a sábado, das 15h30 às 20 horas. Entrada franca. Mais informações no site www.museodelbarro.com

Passeios

Nos arredores de Assunção, há muito a ser visto por quem se interessa por natureza e história. Confira algumas das atrações que o visitante pode conhecer enquanto estiver hospedado na capital paraguaia.

Yuaguarón

A 48 quilômetros de Assunção, pela Ruta 1, no chamado Circuito do Ouro, Yuaguarón (cachorro grande, em idioma guarani) foi fundada em 1586 pelo frei Luis Bolaños e uma das primeiras reduções jesuíticas tanto no Paraguai quanto na região do Rio da Prata. Na cidade, a grande atração é a Igreja de São Boaventura, cuja construção foi iniciada em 1755 e finalizada em 1775. Seu altar maior é obra do mestre português Juan de Souza Cavadas, que se apropriou de elementos da cultura guarani na concepção de sua obra. Um exemplo desse sincretismo é a representação de Deus com traços indígenas, com olhos amendoados e maçãs do rosto salientes. A visita à igreja é acompanhada por um espetáculo de luz e música.

Ecorreserva Mbatoví

Também integrante do Circuito do Ouro, a 72 quilômetros da capital pela Ruta 1, está situada na Cordilheira dos Altos e é o maior parque de ecoaventura do Paraguai. Tem pinguelas (pontes improvisadas), uma tirolesa de 105 metros sobre floresta e descidas de rapel por um paredão de 23 metros. Informações pelos telefones 595 (21) 444-844 ou pelo site www.mbatovi.com.py

Lago Ypacaraí

Um dos grandes símbolos do país e destino turístico bastante popular entre os paraguaios, apesar de estar hoje bastante poluído, o Ypacaraí abrange uma área de cerca de 90 quilômetros quadrados e tem profundidade média de 3 metros. Ao seu redor, estão as cidades de Areguá, conhecida pelos seus vários ateliês de cerâmica, muito tradicionais, e San Bernardino, antiga colônia alemã que abriga o mítico Hotel del Lago (www.hoteldellago.org). O estabelecimento, fundado em 1888 e com uma espetacular vista do Ypacaraí, é também um museu, já que boa parte de sua mobília é ainda original.

Serviço:

A cooperativa Cotur Ltda. Oferece vários passeios pelo chamado Caminho do Ouro, agrupados sob o título de Pyporé, a Pegada Franciscana, que percorrem todos os destinos citados acima, juntos ou separadamente. Mais informações pelo telefone 595 (21) 204-775/204-778 ou pelo site www.pypore.com.py

Compras

Uma das razões pelas quais os brasileiros costumam atravessar a fronteira e ir ao Paraguai é a possibilidade de gastar bem menos na compra de produtos importados. Em Assunção, há uma grande variedade de lojas, dentro e fora de shopping centers. Confira algumas das opções mais interessantes.

Comércio de rua

A Rua Palma, no Centro da capital paraguaia, e seu entorno oferecem uma grande variedade de lojas, muitas com ofertas e liquidações constantes.

Shopping Mariscal López

O mais completo e sofisticado de Assunção, fica localizado em uma região nobre da cidade. Turistas que apresentarem documento de identificação (RG ou passaporte), recebem tíquetes para descontos de, em média, 10% na maioria da lojas.

Serviço:

Rua Quesada 5.050. Telefone: 595 (21) 611-272. Informações no site www.mariscallopez.com.py

Shopping del Sol

Com cerca de 120 lojas, é, ao lado do Shopping Mariscal López, um dos mais completos da cidade, com grande variedade de lojas para todos os gostos.

Serviço:

Avenida Aviadores del Chaco, esquina com Professora Delia González. Telefone: 595 (21) 611-780. Informações no site www.delsol.com.py

Paseo Carmelitas

Centro comercial situado no bairro Paseo Carmelitas, que concentra as atrações noturnas em Assunção. A região é bem tranquila durante o dia, com mangueiras e goiabeiras por todo lado. À noite, se transforma no point da cidade. O shopping, em si, tem um comércio mais voltado para boutiques de marcas exclusivas, acessórios, sem falar de vários cafés, restaurantes e baladas.

Serviço:

Avenida España. Telefone: 595 (21) 608-226. Informações no site www.paseocarmelitas.com.py

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Prensa / Imprensa e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Jornal Gazeta do Povo: Metrópole com ares de interior

  1. victor Quinto disse:

    Nuestra latinoamérica es muy bella solo nos falta dibulgarla, integrarnos culturalmente y asi usufruir de la riqueza basta. http://www.tvintegracion.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s