Deputado chama obras públicas malfeitas de “Obras paraguaias”

Marcelo Santos, deputado estadual PMDB, Vitória, Espírito Santo

Marcelo Santos, deputado estadual PMDB, Vitória, Espírito Santo

Em entrevista concedida nesta sexta-feira, 17 de agosto, ao jornal de Vitória, estado de Espírito Santo “A Gazeta”, página 23, o deputado estadual Marcelo Santos (PMDB), candidato a prefeito na cidade de Cariacica, município da Grande Vitória, estado do Espírito Santo, Região Sudeste do Brasil, próxima ao Rio de Janeiro, se refere pejorativamente à nação paraguaia, fazendo uso de uma comparação deplorável para um parlamentar.

Veja abaixo, o trecho da entrevista:

A GAZETA – O senhor se compromete a acabar com os alagamentos?

MARCELO SANTOS – Eu me comprometo a fazer bons projetos para combater e minimizar os impactos da chuva.

A GAZETA – Isso já não é feito?

MARCELO SANTOS – Não. Só se combate quando já há enchente. Não dá para fazer curativo nessa ferida enorme. Temos que curá-la. Temos que investir um bom dinheiro, buscar parcerias, mas sem projeto não adianta. Foi feita uma grande obra no valão Maria Preta, investiram R$ 5,4 milhões. A primeira chuva levou tudo e o dinheiro foi por água abaixo. Isso é má gestão. O projeto não atendia ao volume de água necessário. Tem que investir mais para ter obra de qualidade. Não dá mais para fazermos obras paraguaias, que você faz hoje e ela quebra em 30 dias.[Grifo nosso].

A GAZETA – As obras da atual administração são “paraguaias”?

MARCELO SANTOS – Tem um bocado de obras que a imprensa mesmo repercute. Houve uma escola em Cariacica que caiu e duas pessoas morreram, a obra do valão Maria Preta que foi embora e tantas outras. Mas nós vamos qualificar a nossa mão de obra. É cada um no seu quadrado. Vamos ter um setor de engenharia, um setor de saúde com pessoas que conheçam de gestão. Um profissional não pode dirigir uma unidade de saúde sem ter qualificação para o cargo…

Link para a entrevista: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/08/noticias/a_gazeta/politica/1348290-nao-da-mais-para-fazer-obras-paraguaias.html

REITERAMOS ABAIXO NOSSAS OBSERVAÇÕES críticas e solicitamos encarecidamente ao nobre deputado brasileiro e capixaba que se retrate publicamente da ofensa cometida contra o povo paraguaio, sua cultura e sua dignidade.

Manifestações como estas – espontâneas, mas cruéis –, revelam distorções reducionistas, cristalizadas e enganadoras, contrárias aos fatos e reforçadoras de conceitos construídos no imaginário brasileiro desde os bancos escolares. Manifestações que revelam a sedimentação histórica e cultural da discriminação, de preconceito, que levam a recorrência de atos discriminatórios na vida cotidiana em todos os ambientes sociais, conforme já concluíram estudos de acadêmicos brasileiros sobre essa questão.

Gostaríamos de informar ao nobre parlamentar brasileiro e capixaba que a nossa comunidade está presente no Brasil em grande número de pessoas. Por meio do trabalho de inúmeros profissionais de diversas áreas, vimos contribuindo para o desenvolvimento deste país. Esse tipo de manifestação desrespeitosa causa espanto, mal-estar, indignação, muito mais que o bullying. Conhecemos cidadãos paraguaios, residentes no Brasil, que passam ou já passaram por tratamento psicanalítico por causa deste tipo de abordagem que vê seu país passar aqui no Brasil.

OS HOMENS PÚBLICOS DEVEM DAR O EXEMPLO E SER O PRIMEIRO A RESPEITAR SUAS PRÓPRIAS LEIS.

Veja do que trata a Lei Federal 7.716/89: Artigo 1.º: Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Artigo 20.º: Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Pena – reclusão de um a três anos e multa. (…) Se for cometido por intermédio dos meios de comunicação, a pena pode ser agravada de 2 a 5 anos e multa, conforme o parágrafo 2.º da mesma Lei.

Por outro lado, diz o Código Penal Brasileiro:

  • Caluniar: é atribuir a alguém, falsamente, um fato definido como crime. A calúnia está prevista no artigo 138 do Código Penal Brasileiro, com pena de detenção de 6 meses a 2 anos e multa.
  • Difamar: é levar ao conhecimento de outras pessoas fato ofensivo à reputação de alguém. A difamação está prevista no artigo 139 do Código Penal Brasileiro, com pena de prisão de 3 meses a 1 ano e multa.
  • Injuriar: é insultar, ofender a dignidade ou a honra de alguém, sem apontar especificamente as circunstâncias pejorativas. A injúria está prevista no artigo 140 do Código Penal Brasileiro, com pena de detenção de 1 a 6 meses ou multa.

AGUARDAMOS A MANIFESTAÇÃO do nobre deputado Marcelo Santos, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), parlamentar do Estado do Espírito Santo e candidato a Prefeitura Municipal de Cariacica, Grande Vitória.

Latino-americanamente, somos

Núcleo Cultural Guarani Paraguay Teete – São Paulo, Brasil, 17de agosto de 2012.

Leia a repercusão na mídia paraguaia:

Diputado brasileño se refiere a Paraguay en forma despectiva: http://www.abc.com.py/nacionales/diputado-brasileno-se-refiere-a-paraguay-de-forma-despectiva-439712.html

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Deputado chama obras públicas malfeitas de “Obras paraguaias”

  1. Marcelo disse:

    Bom que se poderia esperar de um politico Brasileiro…a maior parte deles são analfabetos ou semi analfabetos, talvez este seja só um parente do Tiririca ou do Engenheiro da noite Lula da Silva..O povo Paraguaio acho que vai entender que neste caso só se trata de uma anomalia na formação cerebral desse personagem ou seja um acéfalo. Winston Churchill uma vez disse: “Cada pais exporta aquilo que produz” , neste caso cada pais espelha aquilo que são seus representantes. Infelizmente como a maioria da massa e formada por pessoas sem cultura o resultado e esse. Ze manes que são escolhidos por Ze manes.

    Abraços ao povo Paraguaio desde Rio Grande do Sul Che…!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s