A influência da cultura paraguaia em Mato Grosso do Sur

Paraguaios ajudam na formação do estilo douradense

Por: Leonel Jonas 20/12/2012 08h11 – Atualizado em 20/12/2012 08h11
Foto: Jornal Dourados Agora. Grupo paraguaio durante comemoração a Caacupê

Foto: Jornal Dourados Agora. Grupo paraguaio durante comemoração a Caacupê

A Colônia Paraguaia é sem dúvida a que mais contribuiu para a formação cultural e identidade do povo douradense. País com fronteira próxima, faz com que características daquela gente sejam vistas no jeito de se vestir, falar e viver em Dourados. Na música, dança, comida e nas atividades do dia-a-dia os traços dos paraguaios são lembrados diariamente.

O indispensável tereré dos douradenses é uma das heranças deixadas que mais confirmam esta existência da cultura dos paraguaios no cotidiano da população da cidade. A sopa paraguaia, está no prato de muitos. A polca e o chamamé se misturaram ao estilo sertanejo do interior do Estado, criando novos ritmos e estilos.

Segundo a Colônia Paraguaia em Dourados, mais de 15 mil famílias com origem e descendência paraguaia moram em Dourados. No Estado, o número de pessoas com algumas proximidade genética com os paraguaios é de 300 mil, de acordo com as informações da Colônia.

Para o historiador Carlos Magno, que estuda a cultura paraguaia há vários anos, o modo de vida dos imigrantes paraguaios, ajudou na construção da identidade dos douradenses. Segundo Magno, na década de 80 e 90, o povo paraguaio era descriminado na cidade.

“Com o passar dos anos, foi se construindo uma identidade local, semelhante com a do povo do Paraguai. Dourados era uma cidade que não tinha uma identidade e começou a ser desenhada através das características paraguaias”, enfatizou Carlos.

Hoje, a cidade possui uma praça que leva o nome e as cores da bandeira daquele país.

A Praça Paraguaia, mostra que os douradenses já têm os imigrantes do país vizinho como irmão. “Isto mostra a importância que a cultura paraguaia tem dentro da nossa cidade, esse local sela a amizade e união desses dois povos, que tanto contribuem culturalmente e financeira um ao outro”, ressaltou o historiador, lembrando à importância do Brasil ao fazer fronteira com o país vizinho.

Mesmo com tantas semelhanças, Dourados é a cidade menos paraguaia da fronteira. “Temos vários outros municípios que possuem traços ainda mais fortes que os deixados aqui. Ponta Porã, Itaporã, Amambai, Caarapó, Laguna Carapã são cidades que levam até no nome a cultura paraguaia” salientou Carlos Magno.Para os próximos anos, o historiador acredita que o modo de vida do douradense será concretizado em um misto de brasileiros e paraguaios. “A cultura se misturou tanto, que foi criado uma único, que será a cultura douradense”, conclui.

Fonte: Jornal Dourados Agora: http://www.douradosagora.com.br/dourados/paraguaios-ajudam-na-formacao-do-estilo-douradense

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Cultura, Prensa / Imprensa e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s