Livro sobre índios guaranis e a guerra da Tríplice Aliança

Libro Jaguar

Livro O rastro do Jaguar foi escrito pelo escritor de Minas Gerais, Murilo Carvalho.
Murilo Carvalho

Num tom ao mesmo tempo poético e amargo, um velho jornalista de origem portuguesa evoca, ao entrar no século XX, os acontecimentos que viveu na década de 1860 e que o levaram a viajar com o seu amigo Pierre de SantHilaire de Paris para o Brasil, a Argentina, o Uruguai e o Paraguai, em busca das origens do francês.

Pierre é mestiço e, apesar de ambos servirem no exército de Napoleão e participarem nas tertúlias artísticas parisienses, particularmente em torno do escândalo que representa a nova música de Wagner, sente-se marginalizado na sociedade francesa, onde a sua cor de pele não encaixa verdadeiramente. Esclarecer as suas origens torna-se a sua obsessão dominante.

Em busca da identidade, que suspeita e confirma encontrar-se entre os índios da América do Sul, Pierre e o jornalista acabam por partir para o Brasil.

Tendo como pano de fundo a fase avançada da exterminação das nações e culturas índias, os dois amigos vão encontrar um império brasileiro que inicia, em aliança com o Uruguai e a Argentina, uma longa e devastadora guerra contra o Paraguai de Carlos António Lopez.

A causa principal da guerra é o controle da navegação nos rios Paraguai, Paraná e Uruguai, que formam a bacia do Prata, única comunicação do Paraguai com o Atlântico. No meio de conflito, e de certa forma tomados como reféns dos grandes interesses estabelecidos, estão as diversas etnias índias e os escravos ou os recém-libertados negros.

A luta das populações índias pela recuperação dos seus espaços vitais envolve Pierre, que acaba por descobrir as suas raízes entre os guarani, que o elevam à condição de chefe espiritual e guerreiro.
O jornalista e escritor Murilo Carvalho, aqui na pele do narrador Pereira, oferece-nos neste seu primeiro romance quase 500 páginas de uma saga emocionante, que podemos já imaginar em cinema, em que percorre o imenso teatro da luta dos índios por manterem uns restos de territórios de sobrevivência, e da guerra que levará as nações envolvidas ao esgotamento, particularmente o Paraguai, onde os índios guarani são sacrificados pela estratégica suicidária de Lopez.

O Rastro do Jaguar recebeu o Prémio Leya 2008 e teve a primeira edição em Março de 2009, pela editora portuguesa Leya.

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Cultura e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s