O guarani, com a ciência

Guido Gustavo Humada é um engenheiro agrônomo que está cursando um doutorado na Universidade de Lavras, no estado de Minas Gerais, Brasil. Na semana passada, apresentou um trabalho científico em idioma guarani. Nesta nota, conta-se por quê o fez.

el-ing-humada-posa-con-el-banner-del-resumen-del-trabajo-cientifico-en-idioma-guarani-durante-el-evento-en-brasil-_595_446_202637
O engenheiro Humada posa com o banner do resumo do trabalho científico, em idioma guarani, durante o evento no Brasil./ Gentileza

A 58ª reunião anual regional da Sociedade Brasileira de Biometria foi realizada de 22 a 26 de julho em Campina Grande, estado da Paraíba, Brasil. O engenheiro Humada apresentou o trabalho “Regressão Gama aplicada à análise da taxa de germinação em sementes de soja”, mas em nosso nativo idioma guarani.

“A ideia surgiu de uma conversa com meus colegas brasileiros. Eles se mostraram muito interessados em nossa segunda língua. Então, decidi tentar traduzir e apresentar o trabalho científico em guarani, dado que ele é considerado idioma oficial do Mercosul”, contou o compatriota através de um correio eletrônico após uma consulta do ABC Color.

Humada contou que, de acordo com sua experiência, no exterior se valoriza muito as pessoas que falam mais de um idioma.

“A título pessoal, considero que os paraguaios deveriam ver o guarani como uma oportunidade, em todos os aspectos, que merece ser explorada ao máximo. Em minha profissão (agronomia), é fator influente o manejo de nossa segunda língua para o relacionamento com os agricultores. Tempos atrás, soube que o Ministério de Educação resolveu retirar o ensino do idioma guarani (língua materna oficial estabelecida na Constituição Nacional) do terceiro ano do ensino médio. Tomara em um futuro próximo revejam essa situação. A Constituição e a Lei de Línguas estabelecem tratamentos igualitários para ambos os idiomas dentro da educação”, opina o profissional.

O engenheiro conta que para a tradução do trabalho científico contou com a ajuda do Dr. Paublino Carlos Amarilla, diretor da regional Fernando de la Mora do Ateneu de Língua e Cultura Guarani.

O TRABALHO CIENTÍFICO

946937_10201434628447082_285340230_n

Humada explicou que o trabalho intitulado “Regressão Gama aplicada à análise da taxa de germinação em sementes de soja” consistiu em estimar o percentual de germinação de sementes de soja via modelos lineares generalizados, e foi dividido em duas etapas (trabalho de campo no Paraguai e análise estatística no Brasil).

O experimento de campo foi realizado no campus experimental da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) sob a orientação do Dr. Líder Ayala Aguilera, referente ao setor de sementes no Paraguai.

“Com a utilização de recursos computacionais intensivos, conseguimos modelar o evento de interesse, e concluímos que a regressão Gama pode ser utilizada para descrever o comportamento da taxa de germinação nos testes de avaliação de qualidade de sementes de soja”, relatou o engenheiro.

“Como não estão documentados no Paraguai trabalhos científicos anteriores utilizando modelos lineares generalizados em experimentos com soja, esta equipe de trabalho decidiu apresentar esta inovadora proposta em um evento internacional da área estatística. O experimento abarcou aproximadamente seis meses de provas, estudos e avaliações”, acrescentou.

O profissional contou que também apresentou o trabalho em idioma espanhol e outros dois em português. De acordo com sua opinião, cumpriu-se o trabalho de difundir o guarani como língua. “Em 2013 resta, ainda, apresentar trabalhos em Florianópolis (evento ABRATES), em Uberlândia (evento MGEST) e também em Mar del Plata (Argentina), em um evento da Região Argentina da Sociedade Internacional de Biometria (IBS). Ali, tenho aprovados três trabalhos. Nosso idioma guarani será difundido na Argentina a fins de setembro”, declarou.

Finalmente, Humada informou que realiza seus estudos graças a uma bolsa do Instituto de Biotecnologia Agrícola do Paraguai (INBIO). “Essa instituição, civil e sem fins lucrativos, já me conferiu uma bolsa de estudos em minha etapa anterior, durante o mestrado. Hoje em dia, continuo como apoio do INBIO, no doutorado. No início do ano, surgiu a possibilidade de obter uma bolsa complementar para compras de software e equipamentos informáticos necessários para a área. Infelizmente, o pré-requisito de afiliação política foi uma barreira insuperável. Como sou apolítico, acabei desistindo dessa ajuda ‘condicionada’ das autoridades de turno”, contou.

AGRADECIMENTOS

“Finalmente, quero expressar meu agradecimento ao DEX-UFLA por me outorgar a possibilidade de cursar a pós-graduação nesta prestigiada universidade; à FAPEMIG, pelo apoio econômico para assistir ao evento; aos companheiros de aula e orientadores, por toda a colaboração oferecida na pós-graduação; assim como também ao INBIO, pela bolsa de estudos; ao Ateneu de Língua e Cultura Guarani , pela tradução do trabalho; e ao decano da FCA, Engenheiro Agrônomo Lorenzo Meza, por apoiar o projeto de doutorado”, concluiu.

Fonte: Juan Cálcena Ramírez, ABC Color, 31 de julho de 2013.
Link: http://www.abc.com.py/nacionales/el-guarani-con-la-ciencia-601833.html

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Guarani, Prensa / Imprensa e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s