NBC Latino destaca trabalho de violonista clássica paraguaia

Violonista clássica traz instrumentos reais à orquestra infantil “do aterro” do Paraguai, mudando vidas

A multipremiada Berta Rojas não é apenas uma das maiores violonistas clássicas do mundo, ela é também uma das únicas mulheres neste campo dominado por homens.

532070_10151773745199367_100037634_n

Seu novo álbum, “Salsa Roja”, foi lançado globalmente esta semana, um tributo à sua adorada América Latina. Mas o que faz essa coletânea de peças clássicas algo mais do que especial é a colaboração da Orquestra de Instrumentos Reciclados de Cateura – ou “Landfill Harmonic Orchestra” (nome em inglês para “Orquestra Harmônica do Aterro”) – um conjunto composto por 19 crianças de Asunción, Paraguai, que tocam usando instrumentos que elas próprias construíram do lixo. Atualmente, Rojas está também trabalhando no que ela espera se tornar a Escola de Música de Cateura, a primeira escola musical da cidade com instrumentos de verdade.

“O que aconteceu com essas crianças foi um milagre”, diz Rojas, que também é originária de Assunção, mas tem vivido em Washington DC nos últimos 15 anos. “Essa costumava ser uma área completamente esquecida no Paraguai – os pais dessas crianças são catadores de lixo, e ,graças a esse programa, as crianças têm uma voz, e graças a elas, a área não será mais esquecida. Nós as convidamos para tocar em nosso CD como um símbolo de nossa relação de amor e admiração”.

Rojas diz que ficou sabendo da Orquestra Harmônica de Cateura no último dezembro, quando foi convidada por eles para visitar a escola onde ensaiavam. Ela diz que ficou tão comovida e emocionada por sua história que começou um programa de violão. Desde dezembro, o projeto que ela idealizou (e que ainda precisa de mais fundos para ser finalizado) se tornou uma colaboração de toda a comunidade – envolvendo desde o prefeito de Asunción até organizações dos Estados Unidos que podem ajudar.

A amiga de Rojas e dona da Middle C Music em Washignton, Myrna Sislen, doou 39 instrumentos (um custo de US$ 25.000) às crianças do Paraguai “para que elas possam tocar com instrumentos de boa sonoridade”, diz Rojas, que também viaja quando pode para ensiná-las violão clássico, e quando não pode, contrata um instrutor de violão para substituí-la semanalmente. “Este programa de violão pode ser imitado para qualquer instrumento da orquestra”.

bertarojasorchestradynamic
Julho, 2013, no bairro de San Jerónimo, Asunción, Paraguai (Foto/Zenoura)

A bem-sucedida violonista clássica obteve um título de mestra pela Peabody Conservatory em Baltimore, tendo recebido também o título de “Fellow of the Americas” do Kennedy Center, em 1996, por sua excelência artística. Ela diz estar muito orgulhosa dessas crianças, que moram a apenas 15 minutos de onde a violonista cresceu.

“Uma garotinha, Noelia, de 12 anos, tocava um violão feito com duas latas de marmelada de batata doce quando eu a conheci, em Dezembro – agora ela toca um violão convencional”, diz Rojas. “Ela toca nos atos de aberturas em meu CD – quando você ouve a parte do segundo violão, é Noelia tocando. Estou muito orgulhosa de suas conquistas. Nós estamos apenas ajudando”.

bertarojas2
Noelia, com seu violão reciclado. (Foto/Diario Ultima Hora).

Rojas espera que as crianças mantenham a música em suas vidas, mas, ultimamente, ela deseja que eles vão mais longe em sua educação, independente do que quiserem.

“Eu só espero que eles se tornem o que têm vontade de ser na vida”, diz Rojas. “O que é bom é que eles estão aprendendo a disciplina que a música clássica requer – você deve dedicar muitas horas a isso. É um instrumento de mudança”.

Fonte: Kristina Puga, NBC Latino (Estados Unidos), 29 de agosto de 2013.
Link: http://nbclatino.com/2013/08/29/award-winning-classical-guitarist-brings-real-instruments-to-kids-in-paraguay

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Prensa / Imprensa e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para NBC Latino destaca trabalho de violonista clássica paraguaia

  1. abel disse:

    Ramon se llama en castellano y Del rio es apellido castellano, su rostro, a pesar de ser moreno, no es de un indio guarani. El es un mestizo con poquisima sangre indígena, Sus antepasados son Españoles con toda seguridad. Su verdadera lengua es el castellano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s