Ñandutí conquista Londres

O tecido paraguaio, concebido por mãos trabalhadoras com suma perfeição, levou quatro paraguaias a uma das vitrines mais importantes do mundo: a passarela londrinense.

Fonte: Nathy Presentado (Ella.com.py). Tradução livre.
Link: http://ella.paraguay.com/py-com/moda-paraguaya-escalando-fronteras.html

moda py 1
Ilse Jara, em frente ao local onde se realizaram as apresentações. No fundo, visualiza-se a imagem do Paraguai que foi utilizada para promover todo o evento. Foto: Negib Giba. Estilismo: Ilse Jara.

O International Fashion Showcase 2014 (IFS) reuniu 146 designers emergentes provenientes de 30 delegações do mundo, no que se incluíram apenas três países sul-americanos: Paraguai, Brasil e Argentina. Do certame somente participavam designers emergentes, com um máximo de quatro anos de carreira.

A criatividade e a engenhosidade levaram quatro compatriotas a obter uma menção especial no concurso. “Ñandutí Myth: Beyond the layers” (Mito Ñandutí: para Além das Camadas) é a exibição apresentada em Londres pelas paraguaias Lucia Ferres, Iciar Bravo e Ilse Jara, em âmbito da alta costura, e Astrid Poletti com os acessórios.

moda py 2
Foto: Gloria Ferrés

Chegamos através de um convite por parte do BFC (British Fashion Council), que enviou à Embaixada tal convite. Esta passou a informação à REDIEX, para que logo eles se encarregassem de armar a equipe de design e pôr em cena tudo o que seria o Paraguai IFS 2014”, comenta Ilse Jara, em conversa com Ella.

A primeira participação de nosso país foi toda uma celebração! Obteve-se o segundo lugar na premiação, atrás apenas do Japão. Que significou esse prêmio?
Foi um feito que nos causou grande satisfação, ainda mais considerando que é a primeira vez que o Paraguai participa de um evento internacional de tal envergadura.

moda py 3
As designers paraguaias, em companhia de representantes do British Fashion Council.

A seleção foi realizada pelo British Fashion Council. No início, deveríamos fazer uma proposta do que apresentaríamos no evento, e, a partir daí, eles se encarregariam de fazer a pré-seleção para a participação oficial”, conta Ilse.

Por que escolheram o Ñandutí?
A ideia era apresentar algo contemporâneo que estivesse ligado a uma tradição têxtil e artesanal de nosso país, e o ñandutí, dentro das opções que tínhamos, era o que tinha mais riqueza em história e desenho. O ñandutí podia ser adaptado facilmente a um conceito, que foi a reconstrução técnica e semiótica do mesmo, em que cada designer podia jogar com seus diferentes aspectos, interpretando-o de uma maneira pessoal.

moda py 4
O ñandutí é o tecido tradicional de nosso país. Ele evoca a teia-de-aranha.

Foi o primeiro ano de representação do Paraguai… O que vem agora?
Dessa maneira, a primeira coisa na lista é apresentar este projeto no Paraguai, o que será levado a cabo em abril, no Juan de Salazar. Em curto prazo temos outros projetos, seja em equipe ou cada uma com sua marca.

O que você pode resgatar da experiência na passarela londrinense?
Mais que aprender, nos enriquecemos ao ver tanta diversidade de cultura e moda, e acima de tudo, conseguimos bons resultados, excelente aceitação por parte do jurado e de gente que trabalha no âmbito da moda. Conseguimos realizar uma base de dados com potencial de gente que quer continuar vendo mais de nós e do Paraguai.

O pavilhão onde se exibiram as criações de nossas representantes da moda foi uma estrutura geométrica construída com se fosse uma teia de aranha, o que significa o “ñandutí” em guarani. A obra é do arquiteto paraguaio Francisco Gallarini, que reside na Itália.

moda py 5
Criações de Ilse Jara. Foto: Gloria Ferrés.

Assunção viu nascer Ilse em 1990. A jovem estudou Design de Moda na Universidade Americana e cursou, além disso, o Mestrado em Design de Moda e Gestão da Produção no Instituto Marangoni de Milão, onde se formou há quatro anos. Quase simultaneamente, fundou sua própria marca em 2010, mostrando suas coleções nos principais eventos de moda em nosso país. Declara-se admiradora de Florencia Soerensen, Iris Van Herpen, Mc Queen e Stephane Rolland.

Como foi seu início?
Sempre tive interesse pela moda. Desde muito pequena, consumia moda através das revistas que minha mãe me comprava. Comecei estudando no colégio. As artes plásticas eram o meu forte, e comecei a tocar minha paixão pela moda, desenhando figurinos e esboços de vestidos, até que comecei a fazer desenhos para amigas e conhecidas.

No caminho, você encontrou muitos obstáculos, não é?
Um dos maiores obstáculos foi atingir a qualidade que esperava para minhas peças. Era uma luta constante (e segue sendo), que fui aprendendo com a experiência. Realizar uma peça de qualidade requer muito conhecimento técnico.
Outro obstáculo para mim e para muitas colegas no ramo da alta costura é o mau conceito que o mercado muitas vezes tem sobre o que é o trabalho de um designer de moda. É uma dificuldade muito grande poder se adaptar à necessidade do cliente que nos limita a realizar peças que não se enquadram no estilo da marca.

moda py 6
Foto: Gloria Ferrés

Como é um dia de trabalho após a participação na London Fashion Week?
Carregado de atividades, com projetos adiante para serem levados a cabo.

Como você vê a moda no Paraguai?
Há muita criatividade, é só questão de polir um pouco as ideias que vão surgindo. O panorama é bastante positivo, há pessoas que estão fazendo as coisas bem.

Qual é o sonho que você quer ver realizado, em curto prazo?
Poder oferecer ao meu público do Paraguai um lugar onde sempre possam ver e ter os últimos lançamentos de Ilse Jara, ter maior alcance nacional criando uma plataforma de vendas online.

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Cultura, Prensa / Imprensa e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s