Resenha sobre 7 Caixas traz os aspectos paraguaios e internacionais do filme

André Miranda, do portal de notícias O Globo, escreveu nesta semana uma boa resenha sobre o filme 7 Caixas, que estreou em diversas cidades brasileiras no último dia 24 de abril. Nela, Miranda destaca a crítica social que o filme apresenta, a qual, embora direcionada especificamente à realidade paraguaia, pode ser coerente, também, a outras partes do mundo, como o Brasil. Confira o texto na íntegra abaixo.

Internacional e paraguaio

Link: http://rioshow.oglobo.globo.com/cinema/eventos/criticas-profissionais/7-caixas-10206.aspx

A esta altura, todo mundo que acompanha um pouco o mundinho do cinema já ouviu falar sobre o thriller “7 caixas”, a sensação paraguaia que bateu recordes de bilheteria em seu país e se tornou queridinho dos festivais por onde passou. O que primeiro chamou a atenção das pessoas certamente foi sua origem, levando a um espanto que pode parecer preconceito numa primeira análise, mas que talvez seja simplesmente a constatação da dificuldade de produção e distribuição de algumas cinematografias. A pergunta que muita gente se fez foi: “Mas existe cinema no Paraguai?”

Sim, existe, e “7 caixas” é um filme que fala muito sobre questões sociais do país. Mas é também uma produção com uma matriz internacional, o que explica bem seu sucesso no exterior. Há quem compare o longa-metragem paraguaio a “Cidade de Deus” (2002), outros lembram semelhanças com “Quem quer ser um milionário?” (2008) e ainda se fala muito sobre “Corra, Lola, corra” (1998). A proximidade está no ritmo acelerado com que os diretores Juan Carlos Maneglia e Tana Schembori, ambos com um histórico no mercado publicitário, imprimem a “7 caixas”, e também no roteiro fragmentado, em que subtramas e personagens vão se encontrando paulatinamente.

Mas o Paraguai está muito bem retratado na tela: a história se passa num mercado popular de Assunção, uma espécie de Ceasa, e tem como protagonista o jovem Victor (Celso Franco). Ele ganha a vida oferecendo seu carrinho para levar mercadorias para os clientes, um ofício difícil considerando a concorrência nem sempre leal de outros carregadores. Mas aí aparece um trabalho para Victor, um pedido estranho, mas bem pago: percorrer o mercado com sete caixas lacradas, até que alguém se comunique para ele fazer a entrega e lhe dê a outra metade de uma nota de US$ 100.

O que tem nas caixas? Por que elas precisam ser escondidas? Por que de uma hora para outra um bando de gente começa a perseguir Victor querendo tirar a mercadoria dele? E desde quando alguém aceita uma nota de dólar rasgada ao meio e colada por fita durex?

O filme não entrega todas as informações de cara e faz do mistério um de seus atrativos. À narrativa pop alia-se uma série de elementos que traçam um panorama de uma sociedade problemática, paraguaia com certeza, mas com traços facilmente identificados pelo espectador brasileiro. Lá, como aqui, existe corrupção policial; jovens optam pelo crime para poder comprar remédios para o filho; uma rede mafiosa tem nós em diversas classes sociais; o preconceito é aparente; e a violência às vezes se torna banal.

“7 caixas”, porém, não é apelativo em seu retrato social — uma acusação comum feita a filmes como “Cidade de Deus” e “Quem quer ser um milionário?”. Não há determinismo, nem uma tentativa de explicar todos os males do mundo em seus 100 minutos de duração. Juan Carlos Maneglia e Tana Schembori simplesmente criaram uma trama esperta sobre os desafios de um garoto no microcosmo social de um mercado urbano. No Paraguai, claro.

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s