Mostra em São Paulo e Rio exibe filmes feitos no Paraguai

‘Made in Paraguai’ apresenta 21 obras e faz retrospectiva da produção recente do país vizinho. Festival será realizado na Caixa Belas Artes e Caixa Cultural Rio de Janeiro.
por Redação RBA publicado 09/09/2014 08:57, última modificação 09/09/2014 09:11
 
'7 Caixas' foi visto por 280 mil espectadores, um recorde do cinema paraguaio, mais até que 'Titanic'

‘7 Caixas’ foi visto por 280 mil espectadores, um recorde do cinema paraguaio, mais até que ‘Titanic’

São Paulo – Enquanto o cinema argentino tem grande visibilidade no Brasil, a cinematografia paraguaia é pouco conhecida e divulgada por aqui. Made in Paraguai – Mostra de Cinema Paraguaio faz com que 21 filmes do país vizinho atravessem a fronteira e sejam exibidos nas salas do Caixa Belas Artes, em São Paulo, de 11 a 17 de setembro, e de 16 a 21 de setembro, na Caixa Cultural Rio de Janeiro, na capital fluminense.

Com curadoria do cineasta brasileiro Marcelo Engster e do diretor e produtor paraguaio Carlos Cáceres, a mostra exibirá 11 longas e 10 curtas-metragens que fazem uma retrospectiva da cinematografia daquele país dos últimos anos. Fazem parte da programação debates com diretores e críticos especializados, que tratarão sobre os filmes e a história do cinema paraguaio.  

Em um dos debates, Cáceres tratará sobre a importância dos curtas na indústria cinematográfica, e a sessão do premiado 7 Caixas contará com a presença da atriz Lali Gonzáles, considerada a embaixatriz do cinema paraguaio. Ambos os eventos serão realizados nas duas capitais. Um dos principais documentaristas de lá, o diretor Maurício Rial participa da sessão comentada de Tren Paraguayo, em São Paulo. No Rio de janeiro, haverá debate com o diretor de Liberdad, Gustavo Delgado, e sessão comentada com Ramiro Gomez, diretor do documentário Tierra Roja.

Os destaques da programação são 7 Caixas, Liberdad, Cuchillo de Palo e Hamaca Paraguaya. O primeiro, dirigido por Juan Carlos Maneglia e Tana Schémbori, é uma ficção que conta a história de Victor, um carregador de compras de 17 anos que vê sua imagem refletida na TV de uma loja de DVDs. Com personagens oriundos de classes populares, o longa-metragem de 2012 bateu um recorde no país ao levar aos cinemas 280 mil espectadores, mais até que o blockbuster Titanic.  

Em forma de ficção, Libertad, de Gustavo Delgado, narra o contexto social e as motivações dos heróis da Independência do Paraguai, proclamada em 1881. Por meio do olhar de Francisco, um garoto de 13 anos, o filme apresenta o modo de vida e os preconceitos raciais da sociedade do século 19. O documentário Tren Paraguay, de Mauricio Rial Banti, faz uma “viagem no tempo” ao contar sobre a vida que ainda pulsa acerca dos velhos trilhos de uma ferrovia.

Cuchilo de Palo, dirigido por Renate Costa, trata sobre a perseguição que os homossexuais sofreram durante a ditadura do general Alfredo Stroessner. A cineasta conta a história de seu tio Rodolfo que, diferente dos outros tios, não quis ser ferreiro e, sim, bailarino. Ao pesquisar sobre a vida dele, Renate descobre que Rodolfo fazia parte de uma das 108 listas de homossexuais perseguidos pela ditadura.  

A mostra também apresenta Cerro Corá, filme de Guillermo Vera, de 1978. Feito com apoio do governo militar de Stroessner, a obra é significativa para o Paraguai porque depois dela a indústria cinematográfica do país foi praticamente inexistente por quase 30 anos. A retomada veio apenas em 2006, com Hamaca Paraguaya, de Paz Encina, que também será exibido no festival.

Fonte: http://www.redebrasilatual.com.br/entretenimento/2014/09/mostra-em-sp-e-rj-exibe-filmes-feitos-no-paraguai-4669.html

 
Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Prensa / Imprensa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s