“O Paraguai é um país a se investir, e o Alto Paraná é um tesouro por se descobrir”

Fonte: Vanguardia, 20 de outubro de 2014. Tradução livre.
Link: http://www.vanguardia.com.py/v1/index.php/edicion-impresa/economia/item/23406-%E2%80%9Cparaguay-es-un-pa%C3%ADs-para-invertir-y-alto-paran%C3%A1-es-un-tesoro-por-descubrir

Vanguardia 1

Buscando oferecer uma opção de turismo às famílias alto-paranaenses, investidores espanhóis e paraguaios constroem um shopping que marcará a história imobiliária e comercial de Ciudad del Este. Trata-se do centro comercial Jesuitas Plaza, a céu aberto, localizado no Km 8 Monday, sobre a avenida Monseñor Rodríguez, da capital do departamento[1]. As obras estão em plena execução, enquanto que sua inauguração está prevista para maio ou junho do próximo ano.

Esta iniciativa surgiu de um estudo de mercado, que, como resultado, indicou o décimo departamento como a zona mais rica do Paraguai, segundo relata Rafael Pañiol, um empreendedor de 50 anos, que aposta na inovação e em sua experiência para brindar uma alternativa turística a milhares de pessoas. No último sábado (18/10), Pañiol, um dos idealizadores do projeto, recebeu a equipe do Vanguardia nas instalações da obra, para falar sobre o início do projeto, cujo investimento beira os US$ 24 milhões.

Como surgiu este projeto?
Tenho muitos empreendimentos em shoppings da Europa. Um dia, vim a Asunción para realizar trabalhos imobiliários, e me ofereceram a oportunidade de investir em Ciudad del Este. Havia um desconhecimento profundo do que era a cidade. A primeira impressão foi caótica, mas, com o tempo, fomos descobrindo que há mais população do que aparentava. O que fizemos foi deixar encarregada uma consultora espanhola, durante o primeiro semestre de 2013, de realizar um estudo de mercado. Meu interesse era saber quantas pessoas havia e como se comportavam. Há um desconhecimento sobre o que é realmente Ciudad del Este, já que as próprias pessoas de Asunción desconhecem essa cidade.

Qual foi o primeiro passo para o estudo de mercado?
Primeiro, investigamos qual era a massa crítica. Para isso, estudam-se três contextos da população, que são: residentes, em movimento e turistas. Fizemos um estudo para conhecer onde se encontra a população de influência. Detectou-se que existe uma população turística de 1.500.000 pessoas na tríplice fronteira, mas isso não significa que estão entrando em Ciudad del Este. Nesse município, há 700.000 habitantes, contando com os distritos adjacentes, como Hernandarias, Presidente Franco e Minga Guazú. Quando se faz um plano de negócio, é necessário ver se há ou não boas possibilidades, e, nesse contexto, vimos que existe uma grande quantidade de população em movimento. Contudo, há muito poucos hotéis na zona, e a quantidade existente é pequena para a quantidade que está se deslocando à cidade.

Qual é a visão econômica do Alto Paraná?
O Alto Paraná é o primeiro departamento que se duplicou em bilhões de guaranis. Para nós, parece que é o estado mais rico de todo o Paraguai. As pessoas pensam que é só pelo comércio, mas não pensamos assim. Existem cinco áreas que incrementam fortemente a capacidade econômica da região, e nós as chamamos de “eixos”: o eixo do agro, o eixo industrial, a energia, o comércio e o mercado de turismo. São os que fazem com que o mercado do Alto Paraná seja o mais rico em produção de serviço.

Estudamos os principais projetos de turismo, industriais e de energia, e um estudo de urbanismo da cidade. Sem sombra de dúvidas, seja isso positivo ou negativo, chegamos à conclusão de que o centro de Ciudad del Este não está cumprindo com as funções de um centro. Não funciona porque é caótico, há prédios altíssimos, a estética é feia, um pouco sujo, é um centro muito estranho. Mas, isso acontece em muitas cidades do mundo. O centro não oferece o que o cidadão quer. Não há segurança, não há locais noturnos.

Por que se localizar no Km 8?
O que está acontecendo com os investimentos privados é que a cidade está mudando. O centro está em torno do Km 4, onde as pessoas prestam serviços, vão e vem. Enquanto isso, no Km 7, existe uma área de compras em desenvolvimento, como no centro de Ciudad del Este. Isso seria para nós a autopista, já que, por um lado, temos a fronteira, e, por outro, Presidente Franco, também na zona de influência de Itaipu, e vemos que a cidade avança, tornando-se urbanisticamente mais agradável. Esse estudo, curiosamente, reflete que as pessoas pensam que a classe média é aquela que tem vários carros, mas, na verdade, é aquela que tem capacidade de consumo. Por exemplo, um empregado que tem dinheiro para ir ao cinema, sair para jantar de vez em quando, que tem celular na mão. Essa é a classe média, porque tem capacidade de consumo.

Vanguardia 2

Qual é a conclusão do estudo de mercado?
Concluímos que o micro-centro é muito caótico. Há shoppings, mas não há cinemas. Realizou-se uma enquete para saber o que as pessoas faziam nos fins de semana, e a maioria respondeu com questões esportivas. Mas, a resposta que ficou em segundo lugar não sabíamos como classificar, já que responderam “sair por aí”. Ou seja, dar uma volta sem destino final. As pessoas de Ciudad del Este não têm ofertas. Como dirão que vão ao cinema, se quase não há cinemas? Aqui não há a cultura genérica de ir ao shopping, porque não há.

Em Asunción, são vendidos 1.200.000 ingressos de cinema por ano, enquanto que, em Ciudad del Este, as pessoas não gostam de cinema. Mas, claro que não gostam, porque não há! (risos). Estamos rodeados de municípios com capacidade de consumo, mas os shoppings não cumprem sua função para o turismo local, já que estão orientados a outro público, como o sacoleiro que vem fazer suas compras. Nesse contexto, fizemos o desenvolvimento do shopping Jesuitas.

Em que consiste a denominação de shopping aberto?
Haverá bastantes espaços verdes, cômodos, e o conceito de shopping aberto, em várias cidades do mundo, é uma necessidade do centro. Levando em conta que alguns são muito distantes, muito caros, a gente recria, principalmente nos lugares onde há calor. Isso faz com que o horário de funcionamento seja maior.

É um mercado turístico da zona. As pessoas perguntam sobre o turismo no Paraguai, mas, em geral, os chefes das seções de hotéis não sabem o que oferecer no Paraguai. Esse estabelecimento contará com lojas, salas de cinema, alimentação, academia, locais noturnos, normal e tradicional, marcas nacionais e internacionais. A concepção urbanística está sendo desenhada por uma equipe urbanística espanhola, levando em conta as casas antigas do centro de Asunción.

Uma mensagem para os investidores
O Paraguai é um país para se investir, e o Alto Paraná é um tesouro por se descobrir. Parece-me que o Paraguai é muito bom para se investir, tem um ambiente bom, há segurança em vários sentidos e bom ritmo de produtividade e desenvolvimento.

Nota do tradutor:

[1] O Paraguai é dividido em 17 departamentos (mais a cidade autônoma de Asunción), sendo o Alto Paraná um deles, localizado na fronteira com o Brasil.

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s