60% das paraguaias que migraram para a Argentina são empregadas domésticas

Seis de cada dez paraguaias que emigraram para a Argentina nos últimos cinco anos são trabalhadoras domésticas, segundo informaram os organizadores de um foro internacional que abordará esse tema na quarta-feira (08/04), em Asunción.

Fonte: Última Hora (PY), 7 de abril de 2015. Tradução livre.

Link: http://www.ultimahora.com/el-60-las-paraguayas-que-migraron-argentina-son-empleadas-domesticas-n886036.html

domésticas PY

60% das paraguaias que migraram para a Argentina são empregadas domésticas. | Foto: Internet

A reunião colocará em evidencia o “corredor migratório Paraguai-Argentina”, que constitui um dos de maior fluxo migratório de trabalhadores e trabalhadoras domésticas na região, segundo um comunicado da organização.

O trabalho doméstico na Argentina é o setor que mais mulheres estrangeiras emprega, e é o principal destino das migrações no Cone Sul, segundo os promotores do foro: o Governo paraguaio, a ONU Mulheres e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

A comunidade paraguaia na Argentina é o grupo de residentes estrangeiros mais numeroso desse país, com 550.713 pessoas identificadas pelo censo de 2010, sendo, em sua maioria, mulheres.

A maior parte dessa população paraguaia imigrante vive na periferia da cidade de Buenos Aires.

Segundo os dados da organização, as mulheres que migram para a Argentina caracterizam-se por serem pessoas jovens, já que aproximadamente 70% delas têm menos de 29 anos e cerca de 36% encontram-se ainda na adolescência. Ademais, 56,5% provêm de zonas rurais e têm como projeto a busca por emprego (8 em cada 10 migram por motivos laborais).

Outra característica comum é a de não ter cursado muitos anos de estudo. 55,8% não superou a educação inicial básica e obrigatória.

A reunião de quarta-feira (08/04) pretende gerar um espaço de análise entre Paraguai e Argentina para propor estratégias comuns para a promoção e defesa dos direitos dos trabalhadores emigrantes e suas famílias.

Para isso, contar-se-á com a presença de representantes e especialistas de Argentina, Paraguai e Uruguai.

A atividade se dá no marco do programa de Trabalhadores e Trabalhadoras Domésticas Migrantes e suas Famílias, financiado pela União Europeia, que promove oportunidades de trabalho decente para trabalhadores domésticos mediante a redução de sua vulnerabilidade à exploração e ao abuso.

Segundo os organizadores, “apesar de altas taxas de informalidade do setor na Argentina seguirem existindo, a situação das trabalhadoras domésticas tem melhorado significativamente devido aos efeitos positivos proporcionados pela lei específica de dito setor”.

No Paraguai, a Câmara de Deputados aprovou há duas semanas um projeto de lei que estabelece o salário das cerca de 220.000 empregadas domésticas do país em 60% do salário mínimo vigente, que é de 1,8 milhões de guaranis (cerca de US$ 388,00).

O projeto de lei “do trabalho doméstico” define o salário das empregadas domésticas em 1,09 milhões de guaranis (aproximadamente US$ 245,00) e permite que se trabalhe nessas tarefas a partir dos 16 anos. [1]

As representantes das empregadas domésticas disseram após votação que, no Paraguai, prevalece o direito a possuir empregadas domésticas sobre o direito das trabalhadoras a ter uma vida digna, e voltaram a exigir o salário mínimo interprofissional.

* * *

Nota do tradutor:

[1] O valor do salário definido para empregadas e empregados domésticos, em reais, seria de aproximadamente 700,00, de acordo com a taxa de câmbio do dia 07 de abril de 2015 (data de publicação do artigo original), enquanto que o salário mínimo em vigência no Paraguai equivaleria a cerca de R$ 1.160,00, também calculado com base na taxa de câmbio do citado dia.

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s