Brasil em recessão: Repercussões no Paraguai

Fonte: Ricardo Rodríguez Silvero (Última Hora), 26 de março de 2016. Tradução livre.

Link: http://www.ultimahora.com/brasil-recesion-repercusiones-paraguay-n977817.html

Puente de la Amistad

Lado paraguaio da Ponte Internacional da Amizade. | Foto: Arquivo UH

 

Resgatando uma breve história recente, nosso país vem se integrando a seu maior vizinho circundante em ritmo acelerado desde a inauguração da Ponte da Amizade, em 1965, por todos os canais possíveis, diretos e indiretos, legais e ilegais: comércio exterior de bens e serviços, transferências, investimentos diretos, créditos, a megaempresa hidrelétrica de Itaipu, interesses militares estratégicos, vínculos culturais e muitos outros, visíveis e invisíveis.

 

AVALIAÇÕES POR SALDOS. As relações internacionais entre países, como as de Paraguai e Brasil, não têm para cada um apenas aspectos positivos nem somente negativos, mas uma mistura difusa dos mesmos. Ao final, há de se tirar conclusões por saldos: o que valerá nelas será o peso ponderado e a quantidade numérica de um ponto ou de outro.

 

ALGUMAS CONSEQUÊNCIAS NEGATIVAS. Analisando o ocorrido em 2015, a recessão brasileira (-4%) tem afetado negativamente nosso país, especialmente nesse subsetor da economia paraguaia cuja atividade principal consiste em exportar ao Brasil. A desvalorização do real e a queda da demanda interna do país vizinho fizeram com que tais empresas locais, exportadoras ao Brasil, caíssem em dificuldades existenciais. Várias têm visto reduzidas suas exportações ao país vizinho e não veem solução em curto prazo. Já entraram em moratória, atentos a seus créditos locais. Assim, a taxa de morosidade do sistema financeiro no Paraguai tem aumentado significativamente.

 

ALGUMAS POSITIVAS. Como uma parte considerável da cesta básica familiar no Paraguai, em torno de 30% dos bens negociáveis é de origem brasileira. A maior desvalorização registrada no Brasil tem conduzido a uma queda no nível de preços em nosso país. Efetivamente, o barateamento de bens de consumo, provenientes do Brasil, reduz consideravelmente o custo da cesta básica a nível local, o que acarreta em benefícios aos estratos sociais baixos.

Por outro lado, essa diferença em termos de desvalorização entre Brasil e Paraguai, sendo substancialmente maior a brasileira, repercute positivamente também no fluxo de turistas paraguaios ao Brasil, assim como na visita de familiares de trabalhadores paraguaios nesse país.

A repercussão mais positiva de todas: a piora da situação no Brasil e a melhora das condições de investimento no Paraguai atraem capitais ao nosso país!

 

EXPORTAÇÕES EM BAIXA. Segundo o método de registro do Banco Central do Paraguai, que inclui as cifras preliminares providas pelo Ordenamento Fiscal Impositivo Aduaneiro (Sofía) da Direção Nacional de Aduanas (DNA) e os certificados de origem emitidos pelo Ministério de Indústria e Comércio (MIC), as exportações paraguaias ao Brasil em 2014 ascenderam a US$ 2.956.300.000,00 (correspondente a 77% das exportações ao Mercosul e a 31% do total das exportações registradas). Em 2015, contudo, tais cifras representaram uma baixa nas exportações ao país vizinho, as quais somaram US$ 2.651.400.000,00 (-304,9 milhões ou -10,3%). Essas exportações reduzidas corresponderam a 77% daquelas dirigidas ao Mercosul e a 32% das totais, o que significa que as proporções permanecem iguais em relação ao subtotal e ao total daquelas.

 

IMPORTAÇÕES FORAM REDUZIDAS AINDA MAIS. Utilizando a mesma fonte de dados, as importações do Brasil somam em 2014 US$ 3.164.500.000,00 (64% das importações do Mercosul e 28% das totais). Em 2015, contudo, baixaram para US$ 2.416.100.000,00 (61,5% das importações do Mercosul e 25,5% das totais), ou seja, uma queda de 748,4 milhões de dólares. Nessa direção do comércio exterior, também as proporções se contraem.

 

Em resumo, o comércio exterior de mercadorias entre Paraguai e Brasil diminuiu consideravelmente durante a recessão brasileira em 2015. A maior redução foi registrada nas importações paraguaias de produtos brasileiros.

 

Uma análise mais completa dessa relação bilateral está publicada no número de fevereiro de 2016 da revista PLUS+, de circulação local.

Anúncios

Sobre paraguaiteete

O Núcleo Cultural Guarani “Paraguay Teete” nasceu em junho de 2009 em São Paulo, Brasil, da mão de admiradores da cultura guarani residentes nessa cidade para difundir a rica cultura da República do Paraguai. Dentre os principais objetivos do Núcleo, podemos destacar: 1. Gerar uma imagem diferente daquela que muitos brasileiros têm do país (como por exemplo, a ideia de que o Paraguai se reduz a Ciudad del Este) por meios de eventos culturais tais como apresentações de documentários, palestras, gastronomia, música e cursos. 2. Fortalecer a identidade cultural de paraguaios e descendentes residentes no Brasil por meio da difusão permanente da cultura e da língua Guarani. 3. Proporcionar espaços e contatos para os profissionais paraguaios das diferentes modalidades artísticas, dando-lhes a possibilidade de ter acesso ao rico circuito cultural brasileiro e, em contrapartida, oferecer a mesma oportunidade para brasileiros que queiram conhecer ou desfrutar da autêntica cultura paraguaia. 4. Defender a dignidade, a imagem e a história do Paraguai e dos seus descendentes perante situações discriminatórias, tratos pejorativos, piadas e chacotas que a mídia do Brasil vem produzindo constantemente. 5. Acionar a Polícia Federal contra criminoso que usam a internet para caluniar com comentários racistas que violem a Lei Nº 7.716/89: Art. 1° diz “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Assim como o Art. 20° que diz “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. El Núcleo en castellano: El Núcleo Cultural Guaraní "Paraguay Teete" nació en junio de 2009 en la ciudad de São Paulo, Brasil, de la mano de admiradores de la cultura guarani residentes en esta ciudad para difundir la rica cultura de la República del Paraguay. Entre los objetivos se encuentran: 1. Generar una imagen diferente de la que los brasileños tienen del país (entre otras ideas de que piensan que Paraguay se reduce a Ciudad del Este). 2. Fortalecer la identidad cultural del paraguayo y de sus desendientes residentes en el Brasil a través de la difusión permanente de la Cultura Guaraní resaltando siempre el idioma Guaraní. 3. Proporcionar espacios y contactos para los profesionales de las diferentes modalidades artísticas, dándoles la posibilidad de acceder al rico circuito cultural brasileño y a
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Brasil em recessão: Repercussões no Paraguai

  1. Pingback: Brasil em recessão: Repercussões no Paraguai — PARAGUAY TEETE | O LADO ESCURO DA LUA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s